g+

f

TECNOLOGIA / GADGETS

AGORA É A VEZ DOS SMART WATCHES

Os smart watches estão chegando. Assim como os smart phones, estão vindo como uma curiosidade que se espera ser, também, um sucesso.

 

Os mais apressadinhos para não ficarem pra trás, caso da SAMSUNG e da Motorola, já lançaram suas versões de smart watch em 2014, porém ainda não conquistaram o público, que não viram ainda no gadget um atrativo  suficientemente interessante.

 

A correlação entre smart watches smart phones é bem parecida e cabe bem analisar os dois , no início da era dos smart phones empresas como Blackberry e Nokia lançaram rapidamente suas versões, Blackberry chegou a fazer bastante sucesso no meio empresarial mas o grande público não via muitos atrativos, por serem pouco smarts e muito caros.

 

É quase o caso aqui com os smart watches que por enquanto não passam de acessórios bonitinhos, mas com pouco conteúdo. Apenas o Moto 360 chega próximo, graças ao Android Wear, mas ainda é muito limitado e depende como os outros de ajuda de um smart phone para poder interagir com o usuário.

MAIS UMA VEZ  A BOLA ESTÁ COM A APPLE

Assim como ocorreu com os smart phones,  foi quando a Apple lançou o iPhone, é que e os celulares se tornaram realmente smarts. Sendo um celular pensado e planejado para ser um computador de bolso com navegador, câmeras, editor de fotos e videos, sistema operacional pensado para isso e o mais importante de tudo: APPS.

E parece que vai ser assim com o seu recém anunciado APPLE WATCH. Previsto para ser lançado agora em Abril de 2015, o APPLE WATCH vem bem planejado para poder se tornar o mais novo e cobiçado lançamento desde do iPad.

Porém o desafio aqui é maior, pois relógios ao contrário de celulares são mais pessoais, pois as pessoas vestem ele em seus braços, como um vestuário que gostam de mostrar e compor com seu visual. Além de terem a missão de substituir os relógios análogos, tem que competir e se diferenciar dos smart phones.

Apple pensou nisso e resolveu criar um misto dos dois: um smart watch com um acabamento artesanal e que pode mudar conforme o gosto do freguês.

 

Seu design foi pensado para facilitar na adaptação dos usuários, incorporando até coisas tradicionais de um relógio, como a coroa de ajuste, o que é uma excelente forma de conquistar o público que gosta de relógios. Além disso todo o acabamento é como se fosse de um relógio tradicional, com pulseiras de aço, de couro ou de borracha que variam de cores e estilos para se adequar ao seu estilo ou momento, como uma festa, uma reunião de trabalho ou praticando esporte. Tudo para se tornar um item de desejo.

ATENÇÃO NAS OPORTUNIDADES DESENVOLVEDORES

Com o sistema operacional baseado no iOS e uma legião de consumidores da Apple Store, o Apple Watch pode ser uma excelente oportunidade para criar novos apps. A limitação da tela, da bateria e a forma de interagir com o usuário são os grandes desafios para os desenvolvedores, afinal um smart watch não vai substituir um smart phone, a idéia não é essa, e sim torná-lo um acessório inteligente que possa compor com ou sem smart phone uma rede de serviços que facilite o seu dia dia.

Se criarem apps que tornem um smart watch tão indispensável como é hoje um smart phone, as pessoas irão guardar seus antigos relógios na gaveta. Apps que evitem que você tenha que tirar o celular do bolso, pois é mais fácil acessar pelo relógio, serão sucesso garantido.

Imagine você na rua precisando saber se o táxi que pediu via smartphone ou computador está chegando bastando apenas ver isso no seu pulso, ou ver se  está chegando no endereço certo enquanto caminha, atender uma chamada ou notificação do celular que esqueceu na sua mesa.

De novo a salvação de um smart phone ou smart watch estão nos APPS e no design. Sem isto esquece! Acaba virando um Google Glass. :)

 

CARLOS DIAS- 05 / 04 / 2015

  • COMENTÁRIOS

    CLIQUE PARA AMPLIAR

    comments powered by Disqus