f

g+

ESPECIAL

30 ANOS DE MAC E O FIM

DA ERA PC

v

Clique para ver a matéria

CARLOS DIAS - 15 / 02 / 2014

Com um hotsite super elegante e um filme (totalmente gravado em iPhones), a Apple comemorou recentemente seus 30 anos de Mac através de uma timeline que vai mostrando toda a evolução do Mac nesses 30 anos, porém num dado momento percebi algo estranho ao percorrer esta timeline.

Você observa toda evolução e inovação dos produtos da Apple,  porém ao chegar em 2009 ela simplesmente estagna, mostrando exatamente os mesmos produtos nestes últimos 5 anos como se tivesse congelado no tempo. Pouco se percebe de evolução nesses produtos: iMac, Macbook e Macbook Air, onde o design permanece o mesmo, sem grandes mudanças de hardware ou de software.

E por que isso? Porque isso é nada mais que um reflexo do que está acontecendo com o mercado de PCS e laptops, ele simplesmente está morrendo. Esta homenagem que a Apple fez ao Mac é na verdade uma elegia aos PCs que está dando lugar aos tablets e smartphones. Tanto que o comercial para homenagear os Macs foi filmado por um iPhone como uma espécie de homenagem do novo ao antigo, algo que parece estar fechando um ciclo.

O MAC INAUGUROU A ERA PC ?

Muitos podem contradizer isso, mas foi a Apple quem inaugurou a era PC (personal computer) que antes estava presente apenas para o mercado corporativo. Esta era se iniciou não pelo lançamento do Macintosh em 1984, mas sim por uma mudança de atitude e de pensamento de Steve Jobs. A maçã já tinha PCS em seu catálogo de produtos como Apple I , II e o Lisa, mas Jobs queria que estes produtos fossem mais amigáveis e intuitivos. Queria que o computador fosse algo realmente pessoal e não sisudo com tela preta e letras verdes.

Macintosh Plus, a 2ª geração do Mac original

Foi essa mudança de atitude que lançou de fato a era PC fazendo atingir as pessoas comuns. O Macintosh simboliza o início dessa era, apesar de que não foi ele o protagonista e sim um certo software chamado WINDOWS.

Com o Windows o boom da era PC aconteceu nos anos 90 onde eles reinaram em absoluto, com o surgimento de várias marcas: Compaq, Dell, Hp, Gateway, Acer e Sony. O PC passou realmente a ser um produto doméstico como uma opcão a TV.  Deixou de fazer apenas planilhas e passou a virar console de games ( quem não se lembra das LAN HOUSES?), central de multimidia, ver filmes, ouvir músicas, fazer video conferências, mandar e-mail, visitar sites e realizar trabalhos gráficos.

Apple TV: um misto de PC com TV

Com a popularização da internet no final dos anos 90, o PC passou por uma evolução deixou de ser apenas aquele trambolho branco encardido com monitor baleia (lembram disso?) e passou a tomar novas formas e cores.

 

Passaram a surgir pcs em preto, com corpo único (monitor e CPU juntos), coloridos como os iMacs ou em cubos como o Cube, todos com modens voando a INCRÍVEIS velocidades de 56k.

EIS QUE SURGEM OS LAPTOPS

Na segunda metade dos anos 90 o laptop (hoje chamado de notebook) passa a ganhar notoriedade devido a sua portabililidade e visual mais moderno, porém perdiam e muito em processamento pincipalmente na hora de jogar games ou fazer edição de video e imagens. Apenas em 2005 os laptops começaram a ter um poder de processamento mais decente com o MacBook Pro e o Vaio.

Powerbook, um dos primeiros laptops da Apple

2007 O ANO QUE MUDOU TUDO

Assim como foi em 1984 onde STEVE JOBS com toda pompa e circunstância inaugurou a era do PC, em 2007 o próprio STEVE JOBS anúncia o fim dessa era ao lançar um smartphone que mudaria não só a história dos smartphones como também a história da computação: o iPHONE.

 

Smartphones já reinavam entre executivos e publicitários antes do iPhone, BLACKBERRY, Palm e Motorola, lideravam esse mercado cada vez mais crescente, mesmo assim estes smartphones pouco concorriam com os pcs, pois apenas enviavam e-mails, acessavam planilhas e navegavam na internet de forma bem básica através da rede wap.

iPhone - causou desdém dos concorrentes na época

Steve Jobs via esses smartphones como um gadget igual a um computador, que acessa internet de alta velocidade, navega pela mesma rede dos PCS, tem um sistema operacional intuitivo com uma interface gráfica semelhante ao do seu computador, jogar games, assistir filmes, gravar videos, tirar fotos, ouvir música ou seja fazer tudo que um pc faz e ainda com menos memória e mais velocidade.

Foi isso que ele fez ao lançar o iPhone e de novo foi o software que fez a diferença: o iOS é feito do mesmo código que do MacOSX: o COCOA / UNIX.

 

Com a proliferação de aplicativos para o iPhone ele rapidamente tomou conta do mercado de smartphones passando a ser referência, porém o que não se esperava é que isso iria afetar o mercado de PCs e laptops.

O FIM DE UMA ERA

Steve Jobs via esses smartphones como um gadget igual a um computador, que acessa internet de alta velocidade, navega pela mesma rede dos PCS, tem um sistema operacional intuitivo com uma interface gráfica semelhante ao do seu computador, jogar games, assistir filmes, gravar videos, tirar fotos, ouvir música ou seja fazer tudo que um pc faz e ainda com menos memória e mais velocidade.

 

Foi isso que ele fez ao lançar o iPhone e de novo foi o software que fez a diferença: o iOS é feito do mesmo código que do MacOSX: o COCOA / UNIX.

 

Com a proliferação de aplicativos para o iPhone ele rapidamente tomou conta do mercado de smartphones passando a ser referência, porém o que não se esperava é que isso iria afetar o mercado de PCs e laptops.

iPad - inaugura a era dos tablets e o fim da era PC

VAIO COM DEUS

Este ano a SONY anunciou que deixaria de fabricar sua linha de desktops e laptops VAIO, vendendo toda sua unidade para o fundo de investimento Japan Industrial Partners (JIP) e assim passando a se concentrar em smartphones, tablets e consoles de games PLAYSTATION. Vaio chegou a ser a principal concorrente da Apple na área de laptops se tornando referência em qualidade, seu fim simboliza que realmente os PCS estão com os anos contados.

DO PÓ VIESTES AO PÓ VOLTARÁS

O destino dos PCs volta ser o mesmo que o originou: O MUNDO CORPORATIIVO, heavy users em computação gráfica e profissionais liberais onde perdurará por muito tempo.

 

Porém é triste ver que provavelmente ele não terá mais a evolução e o status que tinha. Nestes 30 anos de mac resta apenas homenagear e lembrar de uma era de novidades e idéias que desbravaram o mundo da tecnologia e fizeram a humanidade avançar.

 

Os PCs de hoje são iPhones lapidados como jóias que compartilham selfies no Instagram

Fontes: Apple • The Verge • Sony

Imagens: Apple • Sony

  • COMENTÁRIOS

    CLIQUE PARA AMPLIAR

    comments powered by Disqus